Amarante

Detido por agredir mulher ao sábado e domingo

Detido por agredir mulher ao sábado e domingo

Mulher era sujeita a violência física, sexual e psicológica. GNR deteve dois agressores no último fim de semana.

Um especialista em sistemas de alarme e videovigilância agredia a esposa sempre que, ao fim de semana, regressava a casa, em Amarante. O homem, com 48 anos, também exerceu violência sexual sobre a mulher com quem tinha casado há cerca de um ano. Detido pela GNR, o indivíduo ficou proibido de contactar a vítima. A mesma medida de coação foi imposta a outro homem, também detido em Penafiel por agredir a esposa, ao longo de 11 anos de casamento.

Segundo o JN apurou, o casal de Amarante casou apenas há cerca de um ano, mas desde logo a mulher, de 35 anos, foi sujeita a vários tipos de violência, que só ocorriam ao sábado e domingo. Isto porque o especialista em sistemas de alarme e videovigilância exercia a sua atividade profissional nas ilhas dos Açores e da Madeira, assim como em Lisboa. Por esse motivo, só regressava a casa ao final da tarde de sexta-feira, mas a primeira noite decorria sem problemas conjugais.

PUB

Pior eram as noites de sábado e domingo, quando o agressor chegava a casa alcoolizado e agredia a esposa. Com o aumento do consumo de álcool, cresceram os índices de crueldade. "A violência ganhou maiores proporções quando o agressor passou a consumir bebidas alcoólicas. Nos últimos três meses, foi possível apurar-se que o suspeito exerceu por diversas vezes, violência física, sexual e psicológica contra a ofendida", explica a GNR.

Detido no último domingo pelo Núcleo de Investigação a Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE) de Penafiel da GNR, o agressor ficou proibido de permanecer ou de se aproximar da residência da família, num raio de 300 metros. Controlado por pulseira eletrónica, está ainda proibido de contactar a esposa e tem de se sujeitar a uma avaliação médica e eventual tratamento à sua dependência alcoólica.

Vítima ameaçada de morte

O consumo excessivo de álcool é, igualmente, apontado como um dos motivos para que um homem, de 48 anos e residente em Penafiel, agredisse, ao longo dos 11 anos de casamento, a esposa, cinco anos mais nova. "Foi possível apurar-se ainda que, na sequência da dependência de bebidas alcoólicas, o suspeito injuriava e ameaçava de morte a vítima, provocando-lhe medo e inquietação", descreve a GNR.

Na sequência de uma investigação, o NIAVE deteve o agressor no passado sábado, dia em que também foi interrogado pelo juiz. No final, foi libertado, mas obrigado a usar uma pulseira eletrónica que o impede de se aproximar da vítima. Tem ainda de se sujeitar a um tratamento médico à dependência alcoólica.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG