Incêndio

Detido suspeito de deflagrar fogo que colocou casas em perigo em Chaves

Detido suspeito de deflagrar fogo que colocou casas em perigo em Chaves

A GNR deteve um homem de 53 anos suspeito de ter deflagrado um incêndio florestal que colocou em perigo habitações em Chaves, no distrito de Vila Real.

O incêndio, ocorrido no domingo, "consumiu diversa vegetação circundante" e, "apesar de ter colocado em perigo as habitações das imediações, foi extinto por populares", indica a GNR em comunicado.

"Após diligências policiais foi detido o autor do incêndio e os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Chaves", destacou.

Fonte da GNR de Vila Real explicou à Lusa que o incêndio ocorreu na freguesia de Valdanta e que o detido ficou sujeito a termo de identidade e residência.

A GNR alertou também, no comunicado, que "as queimas de sobrantes são uma das principais causas de incêndios em Portugal" e que "em qualquer altura do ano é proibido queimar matos cortados e amontoados e qualquer tipo de sobrantes de exploração florestal ou agrícola sem pedir autorização ou fazer comunicação prévia", sendo que "para evitar acidentes" devem ser seguidas as regras de segurança, estar sempre acompanhado e levar o telemóvel.

"A proteção de pessoas e bens, no âmbito dos incêndios rurais, continua a assumir-se como uma das prioridades da GNR, sustentada numa atuação preventiva, com o envolvimento de toda a população e demais entidades públicas e privadas, na salvaguarda da vida humana e na segurança do património de Portugal e dos portugueses", referiu ainda na nota de imprensa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG