GNR

Detido trio suspeito de tráfico de droga em Vila Flor

Detido trio suspeito de tráfico de droga em Vila Flor

O Núcleo de Investigação Criminal (NIC) da GNR de Mirandela deteve, na terça-feira, em Vila Flor (distrito de Bragança), dois homens e uma mulher, suspeitos de pertencerem a uma rede organizada que se dedicava ao tráfico de canábis e haxixe, revela, em comunicado, o Comando Territorial de Bragança.

Aquela força de segurança adianta que as detenções aconteceram durante uma operação policial, "para dar cumprimento a 3 mandados de detenção, 4 mandados de busca domiciliária e 5 de busca não domiciliária, no concelho de Vila Flor", fruto de uma investigação que decorria há cerca de ano e meio, pelo crime de tráfico de estupefacientes.

A nota adianta que a rede organizada tinha como base a vila de Vila Flor e algumas freguesias, que não identifica, mas ao que apurou o JN serão as aldeias de Santa Comba da Vilariça, Lodões e Arco.

A GNR apurou que a rede "atuava de forma dissimulada, adquiriam produto estupefaciente na região do Porto, posteriormente transportado para Vila Flor, onde era doseado, embalado e revendido a vários consumidores dos concelhos de Vila Flor, Torre de Moncorvo, Carrazeda de Ansiães, Alfandega da Fé e Mirandela".

Foram detidos três indivíduos, dois homens com 27 e 50 anos de idade, e uma mulher com 28 anos. Foram ainda constituídos arguidos mais dois indivíduos, com 50 e 34 anos de idade, pelas fortes suspeitas de prestarem apoio a esta rede criminosa.

Das buscas realizadas foram apreendidos vários produtos e objetos relacionados com o tráfico de estupefacientes, entre eles, 1265 doses de Cannabis folhas, 187 doses de haxixe, objetos destinados à preparação e embalamento de produto estupefaciente, cerca de 1600 euros, em numerário, bem como registos escritos de transações de droga.

Os três detidos vão ser presentes, esta quarta-feira, a primeiro interrogatório, no Tribunal Judicial de Vila Flor. Dois dos detidos já têm antecedentes criminais relacionados com tráfico de estupefacientes e crimes contra o património.

PUB

A operação contou com o reforço dos Postos Territoriais de Vila Flor, Carrazeda de Ansiães, Torre de Dona Chama, Núcleo de Proteção Ambiental de Mirandela, Secção de Prevenção Criminal de Mirandela, Núcleos de Investigação Criminal de Bragança, Miranda do Douro, Torre de Moncorvo e Vila Real bem como da Secção Cinotécnica de Bragança e do Grupo de Intervenção de Ordem Pública da Unidade de Intervenção da GNR.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG