Exclusivo

Dez mil euros em diamantes negociados por videochamada

Dez mil euros em diamantes negociados por videochamada

Líder da rede dos Comandos estava em Portugal e seguiu pesagem das pedras a cinco mil quilómetros de distância.

O líder da rede de comandos e ex-tropas suspeitas de usar aviões das Forças Armadas (FA) para traficar diamantes, ouro e droga, chegou a negociar através de videochamada a compra de dez mil euros de pedras preciosas, quando estava em Portugal, a cinco mil quilómetros da República Centro-Africana (RCA). A chamada foi feita a partir deste país por um capitão, seu cúmplice, que estava com um vendedor de diamantes e o intérprete que viria a denunciar o caso, por não ter recebido uma percentagem.

De acordo com informações recolhidas pelo JN, a videochamada foi feita em agosto de 2019, cerca de um ano e meio depois de o líder, Paulo Nazaré, entretanto colocado em prisão preventiva, ter abandonado a missão das Nações Unidas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG