Exclusivo

Diz que filho tem covid-19 para sequestrar, agredir e violar a ex-mulher

Diz que filho tem covid-19 para sequestrar, agredir e violar a ex-mulher

Agressor já tinha estado em prisão domiciliária por violência doméstica, mas silêncio da vítima em tribunal devolveu-o à liberdade. Foi agora posto na cadeia, após ser detido pela PJ, em Sintra.

Um homem, de 35 anos, inventou que filho tinha sido infetado com covid-19 para atrair a ex-mulher à sua casa. Depois, sequestrou-a num dos quartos da habitação, ameaçou-a de morte com uma faca, agrediu-a violentamente e violou-a durante horas. Fê-lo para se vingar de uma primeira queixa por violência doméstica, que levou a que tivesse permanecido em prisão domiciliária durante dois meses. O caso aconteceu em Sintra, a meio desta semana, e o agressor, que beneficiou do silêncio da vítima para regressar à liberdade, foi detido novamente pela Polícia Judiciária (PJ) e posto em prisão preventiva.

O casal casou no final de 2014 e, apesar dos constantes episódios de violência doméstica, a relação aguentou até fevereiro do ano passado. Nessa data, a mulher abandonou a residência com os três filhos, de um, três e seis anos, mas as agressões não cessaram. Bem pelo contrário. Movido por ciúmes, o homem, natural de Cabo Verde, continuou a persegui-la e a atacá-la até ser detido, em julho, pela PSP.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG