Odivelas

Donos de restaurante espancados por alertarem grupo que não podia fumar

Donos de restaurante espancados por alertarem grupo que não podia fumar

Dois proprietários e um funcionário de um restaurante em Odivelas foram espancados, na quarta-feira à noite, por um grupo que reagiu com violência a um alerta de que era proibido fumar no estabelecimento.

O incidente aconteceu pelas 20.20 horas, depois de um dos comerciantes se ter apercebido de que numa das salas do restaurante havia pessoas a fumar, adiantou, ao JN, fonte do Comando Metropolitano de Lisboa da PSP.

Após alertar os clientes de que tal era proibido, o homem, de 52 anos, virou costas. Terá sido nessa altura que foi atingido com socos e pontapés. A vítima terá então tentado refugiar-se atrás do balcão, mas terá sido atingida com uma garrafa de vidro. Além de escoriações nos braços e nas mãos, sofreu um traumatismo craniano.

O outro proprietário do estabelecimento, seu irmão, também de 52 anos, foi entretanto em seu auxílio, acabando por ser igualmente agredido, acrescentou, esta quinta-feira, a mesma fonte. Ficou com um hematoma no olho.

Os agressores terão então perseguido o funcionário do espaço, de 22 anos. O jovem terá atravessado várias divisões em fuga, mas terminou uma arrecadação sem saída. Deitou-se no chão, protegeu a cabeça, e foi também agredido. Seria o que se encontrava em pior estado quando o INEM chegou ao local.

Além do funcionário, também o proprietário agredido em primeiro lugar recebeu tratamento hospitalar.

Os agressores já tinham fugido quando a PSP chegou ao restaurante, acrescentou a mesma fonte. A investigação prossegue.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG