Covid-19

Empresa de telemóveis apanhada a vender álcool gel com lucro de 400%

Empresa de telemóveis apanhada a vender álcool gel com lucro de 400%

A ASAE fiscalizou uma empresa de venda de acessórios e reparações de telemóveis, em Lisboa, a comercializar o produto álcool gel, com margens de lucro que oscilavam entre os 300% e os 400%.

Em comunicado divulgado esta quinta-feira, a Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) refere que a fiscalização se inseriu no âmbito do combate ao lucro ilegítimo em bens essenciais para o combate à propagação da epidemia covid-19.

A ASAE instaurou um inquérito pela eventual prática crime de especulação.

A nota refere também que, desde meados de março, foram fiscalizados 280 operadores económicos, tendo sido instaurados 15 processos-crime por obtenção de alegado lucro ilegítimo na venda de bens necessários para a prevenção da pandemia por covid-19, nomeadamente máscaras, luvas, fatos e produtos biocidas designadamente álcool, álcool gel e desinfetantes.

Segundo a ASAE, foram detetadas situações em que a obtenção ilegítima de lucro "chega a ultrapassar, nalguns casos, os 1.000%".

Aguardam conclusão de análise documental cerca de 25 situações.

Através do formulário https://www.asae.gov.pt/denuncias-covid-19-.aspxt, a ASAE já recebeu cerca de 3.820 denúncias.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG