O Jogo ao Vivo

GNR

Estudante de 14 anos incendiou sala de aulas em Campo Maior

Estudante de 14 anos incendiou sala de aulas em Campo Maior

Um jovem de 14 anos é suspeito de ter provocado um incêndio, na segunda-feira, numa sala de aulas da Escola Secundária de Campo Maior, tendo a GNR elaborado um auto de notícia sobre a ocorrência para o Ministério Público.

O capitão André Machado, do Comando Territorial de Portalegre da GNR, explicou, à Lusa, que o caso aconteceu na segunda-feira de manhã, e que existe "prova testemunhal" de que foi aluno em causa que provocou o foco de incêndio.

"Temos uma prova testemunhal de que foi um dos alunos que ateou o fogo dentro da sala de aula, a uma árvore de Natal que ainda lá estava, e depois acabou por provocar danos no mobiliário e no teto", relatou.

PUB

A Lusa tentou contactar a direção da escola, mas as diversas tentativas revelaram-se infrutíferas.

Contudo, citado pela Rádio Elvas, o diretor do Agrupamento de Escolas de Campo Maior, Jaime Carmona, explicou que, na sequência do incêndio, os alunos "foram de imediato encaminhados" para a rua.

O fogo foi extinto por um funcionário do estabelecimento de ensino, "com recurso a um extintor", acrescentou o mesmo responsável.

O oficial da GNR explicou que, após a entrega do auto de notícia, cabe agora às autoridades judiciais "interpretarem os factos", uma vez que o aluno é menor de idade.

Neste tipo de casos, deverá ser aplicada a Lei Curricular Educativa, não dependendo este caso diretamente do Código Penal.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Portalegre disse que o alerta foi dado cerca do meio-dia de segunda-feira, tendo sido enviados para o local oito operacionais, auxiliados por quatro viaturas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG