Exclusivo

Ex-autarca acusado de inflacionar projetos para favorecer amigos

Ex-autarca acusado de inflacionar projetos para favorecer amigos

Construtores escolhidos pela Câmara de Oliveira de Frades subcontratavam empresa do presidente da Autarquia com a conivência de vereador.

Luís Vasconcelos, ex-autarca de Oliveira de Frades que enfrenta um julgamento por participação económica em negócio, prevaricação e falsificação de documentos, foi acusado pelo Ministério Público (MP) de Coimbra de ter exigido a projetistas, escolhidos pelo líder da Autarquia, o empolamento dos custos de empreitadas municipais para que os concursos públicos fossem ganhos por empresários amigos. Estes empreiteiros compravam depois bens e serviços a uma firma detida a 50% pelo próprio Vasconcelos. O MP reclama uma perda de vantagem de meio milhão de euros aos arguidos.

De acordo com a acusação, os crimes terão sido cometidos com a cumplicidade do então vereador Paulo Arede Antunes, atualmente a exercer as funções de chefe de gabinete do presidente da Câmara de Viseu. Entre 2013 e 2017, cinco empresários, dois técnicos e quatro empresas, todos arguidos, terão beneficiado das adjudicações dos dois autarcas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG