Exclusivo

Fecho de esquadras no centro do Porto preocupa empresários e junta

Fecho de esquadras no centro do Porto preocupa empresários e junta

A Esquadra do Infante da PSP, a maior no centro do Porto, encerrou o atendimento ao público, entre as 8 e as 16 horas, neste fim de semana, por falta de pessoal. Esta decisão, alegam diversas entidades, prova a falta de polícias na segunda maior cidade do país e pode colocar em causa a segurança nesta zona turística. Não muito longe, na rua do Heroísmo, a 3.ª esquadra fechou o atendimento das 16 horas até à meia-noite.

Os avisos expostos na porta da Esquadra do Infante informam que o atendimento ao público está encerrado até às 16 horas, "por imperativos de ordem operacional". É a primeira vez que a maior esquadra do centro do Porto teve de implementar uma medida que impede, por exemplo, que se possa apresentar uma queixa. Em causa estará a falta de efetivos.

Para o presidente da Associação Sindical dos Profissionais da Polícia, Paulo Santos, esta "realidade é, infelizmente, transversal a muitas esquadras e, cada vez mais, se constata nos maiores comandos da Polícia". "Os profissionais estão mais sobrecarregados com trabalho, mas os cidadãos também vão sofrer com a continuidade da política da restrição e do corte" do Executivo, acrescenta.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG