Lisboa

Gangue assaltava casas e usava cartões para pagamentos fictícios em terminal de táxi

Gangue assaltava casas e usava cartões para pagamentos fictícios em terminal de táxi

A PSP de Lisboa deteve quatro homens, suspeitos de 12 furtos e cerca de 30 crimes de abuso de cartões bancários. O grupo assaltava residências nas freguesias de Arroios, Santa Maria Maior e Misericórdia, em Lisboa, sendo transportados por um taxista, que fazia parte do gangue. Quando furtavam um cartão bancário, usavam o terminal do táxi para efetuar pagamentos fictícios.

Os detidos, com idades compreendidas entre os 25 e os 62 anos, centravam a sua atividade em zonas históricas da cidade de Lisboa.

"De há algum tempo a esta parte, a PSP vinha a colher notícias de crimes de furtos em residências, perpetrados por suspeitos que se faziam transportar num táxi (cujo motorista fazia parte do grupo). Para além da subtração dos pertences mais valiosos das vítimas, quando conseguiam algum cartão bancário, efetuavam vários pagamentos utilizando o terminal de pagamentos no dito táxi, partilhando assim os lucros da atividade - o taxista (coautor), possuía uma cota parte dos lucros registados no terminal de pagamentos instalado na viatura", refere a PSP em comunicado divulgado esta segunda-feira.

PUB

Equipas de Investigação Criminal da PSP efetuaram as diligências necessárias à identificação dos suspeitos imputando-lhes a autoria dos crimes cujos lucros ascenderam aos 20 mil euros.

Ouvidos em primeiro interrogatório judicial, três detidos ficaram em prisão preventiva e o quarto terá se se apresentar quinzenalmente no posto de polícia da área de residência.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG