Incêndios

GNR detém quatro pessoas por suspeita de incêndio florestal

GNR detém quatro pessoas por suspeita de incêndio florestal

Quatro pessoas foram detidas por suspeita de incêndio florestal em operações realizadas por militares da GNR, na última semana, que levaram também à apreensão de droga, armas de fogo e munições.

Além da sua atividade operacional diária, a GNR realizou um conjunto de operações em todo o país, entre os dias 28 de janeiro e 3 de fevereiro, que visaram "a prevenção e o combate à criminalidade e à sinistralidade rodoviária", bem como "a fiscalização de diversas matérias de âmbito contraordenacional".

Segundo dados divulgados pela GNR em comunicado, foram detidas 310 pessoas em flagrante delito, a maioria (125) por condução sob o efeito do álcool.

PUB

Foram ainda detidas 88 pessoas por condução sem habilitação legal, 24 por furto e roubo, 18 por tráfico de estupefacientes, oito por posse ilegal de armas e arma proibida e quatro por incêndio florestal.

Na sequência das várias ações, foram também apreendidas 12.233,32 doses de haxixe, 1.454,824 doses de liamba, 95,8 doses de heroína, 90 doses e dez comprimidos de MDMA, 27 armas de fogo, 195 munições, 15 veículos, duas embarcações e 12.813,12 euros em numerário.

Nas operações de fiscalização do trânsito, os militares da GNR detetaram 8018 infrações, das quais 2559 por excesso de velocidade e 617 por falta de inspeção periódica obrigatória.

As outras infrações detetadas relacionam-se com a falta ou incorreta utilização do cinto de segurança ou "cadeirinha" (388), anomalias nos sistemas de iluminação e sinalização (368), uso indevido do telemóvel a conduzir (300), condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei (330), falta de seguro de responsabilidade civil (285) e problemas relacionadas com tacógrafos (226).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG