O Jogo ao Vivo

Castelo Branco

Homem alvejado pela PSP fica em prisão preventiva

Homem alvejado pela PSP fica em prisão preventiva

O homem de 40 anos de idade que no início do mês, em Castelo Branco, fugiu à PSP e ameaçou matar os polícias com uma arma de fogo ficou em prisão preventiva. Recorde-se que para o suspeito ser travado houve necessidade de o alvejar.

O arguido obteve alta hospitalar no dia de ontem e foi imediatamente detido pela Polícia Judiciária de Coimbra por suspeita dos crimes de crimes de resistência e coação sobre funcionário, detenção de arma proibida, ameaça agravada e injúria agravada. Após ser apresentado a primeiro interrogatório judicial, o suspeito, que já tem antecedentes criminais, ficou em prisão preventiva.

O caso remonta à madrugada de 4 de setembro. A PSP de Castelo Branco foi acionada para uma ocorrência grave junto a um estabelecimento de diversão noturna. Havia relatos de uma desordem entre indivíduos e de disparos de arma de fogo, tendo o autor dos disparos se colocado em fuga num carro.

PUB

A PSP foi no encalço do suspeito. Após o localizar deu-lhe ordem de paragem por diversas vezes mas este nunca as acatou. Continuou a fuga "em alta velocidade, com uma condução que claramente colocava em perigo os restantes utentes das vias por onde passava, só parando a viatura que conduzia junto ao bairro onde residia, chegando a embater numa viatura ali estacionada", descreve um comunicado da PSP.

O homem saiu da viatura a empunhar uma arma de fogo longa e não obedeceu às ordens repetidas dos polícias para largar a arma. Pelo contrário: apontou-a "inequivocamente na direção dos polícias, ao mesmo tempo que os ameaçava matar".

"Perante a ameaça em execução, com capacidade letal, um dos polícias procedeu ao recurso efetivo a arma de fogo contra o agressor, executando um disparo na sua direção, de forma a fazer cessar a ameaça atual e ilícita, atingindo o agressor na zona do tronco", relata a PSP.

A arma usada pelo suspeito foi apreendida, bem como três invólucros do calibre da mesma. O suspeito ficou internado no Hospital Amato Lusitano para ser tratado aos ferimentos.

O caso foi entregue à Polícia Judiciária de Coimbra que encetou diligências investigatórias, que culminaram no dia de ontem com o cumprimento de mandado de detenção ao indivíduo em causa, após alta hospitalar.

A PSP montou um dispositivo de segurança junto ao Tribunal da cidade enquanto decorria o interrogatório judicial para aplicação de medidas de coação, tendo a Autoridade Judiciária aplicado a medida de prisão preventiva.

"Finalmente, a PSP continua a apelar a que todos os cidadãos contribuam para a segurança e paz públicas e cumpram as ordens legais e legítimas dos polícias que exercem a autoridade do Estado", termina a comunicação da PSP.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG