Penacova

Homem que matou o pai num incêndio admite que não estava em si

Homem que matou o pai num incêndio admite que não estava em si

Um homem de 29 anos acusado de matar o pai num incêndio, em março de 2021 em Sazes de Lorvão, Penacova, assumiu o crime em tribunal e afirmou estar doente e não estar em si.

"Estou muito arrependido e penso muito nisso", admitiu o arguido no Tribunal de Coimbra, esta segunda-feira de manhã.

O homem está em prisão preventiva no Estabelecimento Prisional de Aveiro e tem tido acompanhamento psiquiátrico, com o Ministério Público a considerá-lo inimputável.

Os factos remontam à madrugada de 16 de março. O pai do arguido, de 54 anos, morreu no incêndio, sendo que o filho de entregou às autoridades

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG