Porto

Homicidas de agiota do Bairro Pinheiro Torres detidos pela PJ

Homicidas de agiota do Bairro Pinheiro Torres detidos pela PJ

Quatro indivíduos, suspeitos de terem participado na morte de um homem, de 83 anos, que era conhecido por emprestar dinheiro no Bairro Pinheiro Torres, no Porto, foram detidos pela Polícia Judiciária. Dois dos suspeitos foram colocados em prisão preventiva.

De acordo com informações recolhidas pelo JN, José, encontrado de mãos amarradas no apartamento, onde também vivia a mulher acamada, foi alvo de um assalto que acabou em homicídio.

PUB

A 19 de novembro do ano passado, pelo menos dois dos assaltantes entraram no apartamento, alegando necessitar de um empréstimo. José abriu a porta e terá sido logo espancado e colocado em cima de uma cadeira, onde o manietaram.

Os indivíduos forçaram a vítima a dizer onde guardava cerca de 15 mil euros e algumas peças de ouro. Fugiram com dinheiro e bens.

O corpo de José foi encontrado por assistentes sociais que prestavam apoio domiciliário ao casal. A casa estava remexida e o cadáver tinha as mãos amarradas, o que apontou logo para a existência de mão criminosa. Alice, de 93 anos, estava no quarto e não foi incomodada.

O casal vivia num apartamento no rés do chão do bloco 11 do Bairro Pinheiro Torres, em Lordelo do Ouro. Foram emigrantes em França e, segundo vizinhos ouvidos pelo JN, era sabido que guardavam dinheiro e bens em casa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG