Premium

Duas pessoas vendidas em rede de trabalho escravo

Duas pessoas vendidas em rede de trabalho escravo

Duas organizações distintas, uma operando a partir da Zona Centro e outra de Trás-os-Montes, que abordavam pessoas desempregadas e outras em situação vulnerável em Portugal para as escravizar na agricultura, em Espanha, foram desmanteladas pelas autoridades dos dois países.

As vítimas do Norte eram mantidas em cativeiro em La Rioja, Espanha, onde a Guardia Civil, o SEF e a PJ resgataram 30 vítimas. Uma delas tem apenas 16 anos e outra tinha sido vendida, há dez anos, ao líder do grupo de Trás-os-Montes, entretanto detido com quatro cúmplices. Na outra operação, a PJ de Coimbra e a Guardia Civil detiveram mais cinco pessoas.

As vítimas nortenhas eram abordadas na rua, onde o líder da organização, um indivíduo referenciado por tráfico de droga e contrafação, lhes prometia salários de dois a três mil euros para trabalharem nas vindimas ou apanha da fruta em Espanha. Perante as promessas e sem perspetiva de futuro em Portugal, os desempregados aceitavam embarcar para as zonas de La Rioja e de Navarra, onde, afinal, a realidade era outra.