Arcos de Valdevez

Homem suspeito de 40 assaltos fica em prisão domiciliária

Homem suspeito de 40 assaltos fica em prisão domiciliária

O indivíduo de 26 anos que foi detido, em Braga, pelo Núcleo de Investigação Criminal de Arcos de Valdevez, da GNR, ficou em prisão domiciliária, tendo sido esta a medida de coação decretada pelo Departamento de Investigação e Ação Penal do Porto.

O homem é suspeito de 40 assaltos a residências, armazéns e estaleiros de empresas nos concelhos de Arcos de Valdevez, Ponte da Barca e Ponte de Lima. Dedicava-se, segundo comunicado enviado pela GNR, a furtar todo o "tipo de material e equipamentos que contivessem metais não preciosos, como ferro, inox e cobre". Procedia, de seguida, ao desmantelamento dos equipamentos e respetiva separação dos componentes metálicos para comercializar o material em sucatas.

A detenção deste indivíduo com "antecedentes criminais pela prática do mesmo tipo de crime" aconteceu no passado domingo, no decorrer de oito mandatos de buscas a quatro residências, um a oficina e três em viaturas, onde foram ainda apreendidas três viaturas - duas cartinhas utilizadas no transporte do material furtado e um ligeiro que funcionava como "bateador", no sentido de detetar alguma autoridade durante a deslocação. Foram apreendidas também duas armas brancas, uma arma de ar comprimido, ferramentas e máquinas de construção civil, eletrodomésticos, material informático, duas bicicletas, uma televisão, fios elétricos e diversas ferramentas utilizadas em furtos.

A operação policial que levou à detenção deste indivíduo contou também com a colaboração da Polícia de Segurança Pública de Braga e ainda foi detido um homem de 36 anos, suspeito de participação nos assaltos.