Incêndio

Fogo de Monchique investigado pela PJ e Ministério Público

Fogo de Monchique investigado pela PJ e Ministério Público

O Ministério Público (MP) e a Polícia Judiciária (PJ) estão a investigar o incêndio que deflagrou na sexta-feira no concelho de Monchique, distrito de Faro, confirmaram ao JN as duas autoridades.

"O Ministério Público do DIAP [Departamento de Investigação e Ação Penal] de Faro vai investigar os incêndios de Monchique, para determinar as suas causas e o seu eventual enquadramento legal", refere a Procuradoria-Geral da República, numa resposta escrita, às questões colocadas pelo JN já ontem.

Fonte oficial da PJ confirmou que a polícia "está a investigar" o incêndio, no âmbito desta investigação titulada pelo DIAP de Faro.

O incêndio na serra de Monchique, que lavra há cinco dias, já causou, até ao momento, 30 feridos, um dos quais em estado grave, e obrigou à deslocalização de mais de 250 pessoas das zonas afetadas pelo fogo na última noite.

Refira-se que o Ministério Público ainda tem em investigação os incêndios trágicos de 2017, quer os que ocorreram em Pedrógão Grande, quer o de outubro. Em relação ao primeiro, há já arguidos.