Armas

PJ deteve oito pessoas suspeitas do roubo de Tancos

PJ deteve oito pessoas suspeitas do roubo de Tancos

A PJ deteve, esta segunda-feira de manhã, oito civis que estão envolvidos no roubo de armamento em Tancos.

A operação, coordenada pelo Departamento Central de Investigação e Ação Penal, decorreu em diversos locais da zona Centro do país e no Algarve.

Em comunicado, o Ministério Público (MP) refere que, "no âmbito de inquérito dirigido pelo Ministério Público, coadjuvado pela Polícia Judiciária, e na sequência de diligências hoje desencadeadas, foram efetuadas 8 detenções. Foram também realizadas dezenas de buscas, nas zonas Centro e Sul do país".

O MP sublinha que neste inquérito "se investigam as circunstâncias em que ocorreu o furto de material de guerra, entre a noite do dia 27 e a madrugada do dia 28 de junho de 2017, no Paiol de Tancos.

Em causa estão factos suscetíveis de integrarem crimes de associação criminosa, furto, detenção e tráfico de armas, terrorismo internacional e tráfico de estupefacientes. Na operação participaram três magistrados do Ministério Público e 85 investigadores".