Premium

PJ investiga passagem por Tomar de autor de atentado na Nova Zelândia

PJ investiga passagem por Tomar de autor de atentado na Nova Zelândia

A Polícia Judiciária está a investigar os passos de Brenton Tarrant - australiano que, anteontem, matou 49 pessoas em duas mesquitas de Christchurch, na Nova Zelândia - em Portugal, quando o atacante visitou o Norte e o Centro do país, designadamente, Tomar, pela ligação à Ordem dos Templários, instituição historicamente conotada com o combate aos muçulmanos.

A decisão policial surge após o próprio ter dado conta da passagem por território nacional no manifesto que disponibilizou na Internet pouco antes dos atentados.

Aquando da visita, foi apenas mais um dos milhares de turistas a passar pelo Convento de Cristo, não tendo a sua passagem sido referenciada. Agora, em análise, poderão igualmente estar eventuais contactos com elementos ligados a fações radicais de extrema-direita.