Crime

Tribunal de Guimarães dá ordem de extradição de jovem brasileiro

Tribunal de Guimarães dá ordem de extradição de jovem brasileiro

Um jovem de nacionalidade brasileira será extraditado para o Brasil, onde é suspeito pelo assassínio de um empresário iraniano que já foi seu patrão, num hostel do Rio de Janeiro.

O Tribunal da Relação de Guimarães determinou, na segunda-feira, a extradição para o Brasil de Thaylan Padilha Palomanes, jovem que se converteu ao islamismo.

Tal como o JN noticiou na edição de domingo, Thaylan Padilha Palomanes, de 25 anos, é suspeito de estar envolvido na morte de um cidadão iraniano, mas naturalizado sueco, Millade Mill Hosseini Ballaai, de 25 anos, no hostel situado no Morro do Vidigal, zona sul do Rio de Janeiro, pelo que a Interpol emitiu um mandado de detenção internacional.

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras deteve o suspeito na passada sexta-feira, em Braga, cidade onde já residia há cerca de um ano, depois de ter morado em Guimarães, dedicando-se a vender suplementos alimentares para atletas. Foi apanhado pelos investigadores quando acabava de fazer compras.

ver mais vídeos