Exclusivo

Italiano que fugiu do Magalhães Lemos estava internado no hospital de Matosinhos

Italiano que fugiu do Magalhães Lemos estava internado no hospital de Matosinhos

Marco Ghedini, detido pelo SEF depois de ter sido dado como morto pela família, estava a ser procurado há cinco dias. Médico reconheceu doente mental após ler notícia do JN.

O italiano dado como morto pela família e amigos, e que estava a monte desde que fugiu do Hospital Magalhães Lemos, no Porto, foi encontrado na manhã desta quinta-feira. Marco Ghedini, de 29 anos, estava internado no Hospital Pedro Hispano, em Matosinhos, com uma identificação falsa. Foi, no entanto, reconhecido por um médico devido à notícia publicada na edição do JN.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG