Investigação

Ivo Lucas arguido por homicídio negligente de Sara Carreira

Ivo Lucas arguido por homicídio negligente de Sara Carreira

A GNR concluiu o relatório final sobre o acidente que provocou a morte de Sara Carreira, em dezembro do ano passado na A1. As conclusões da investigação, que foram entregues ao Ministério Público de Santarém, apontam para a responsabilidade do namorado da artista, Ivo Lucas, que seguia em excesso de velocidade.

Mas também imputa condutas negligentes ao condutor do Wolkswagen Passat que se despistou minutos antes do embate fatal, assim como à fadista Cristina Branco, que bateu com o Volvo V40 nas traseiras do Passat.

Há cerca de um mês que Núcleo de Investigação Criminal de Acidentes de Viação (NICAV) da GNR de Santarém remeteu o relatório ao MP de Santarém. O documento que contém inúmeras diligências e perícias aponta para um excesso de velocidade do Range Rover, conduzido pelo namorado de Sara Carreira. O ator e cantor seguia em claro excesso de velocidade, num piso escorregadio. Já não chovia na altura do choque e havia visibilidade suficiente para evitar o embate. Por isso foi constituído arguido por homicídio negligente.

O minucioso relatório também aponta responsabilidades e negligencia ao condutor do Passat que se despistou cerca de cinco minutos antes do Range Rover chegar. Tanto ele como a fadista Cristina Branco, que embateu no Passat, deveriam ter sinalizado atempadamente o acidente, aponta a investigação, que, ainda assim atribuiu uma maior responsabilidade a Ivo Lucas. É que, após o primeiro embate, entre o Passat e o Volvo, uma dezena de carros passou pela zona de acidente e conseguiu evitar o embate. Ivo Lucas não.

Na posse do relatório final da GNR, o Ministério Público deve agora analisar a responsabilidade penal dos três envolvidos e elaborar uma acusação por homicídio por negligência.

O acidente ocorreu ao final da tarde do passado dia 5 de dezembro 2020, entre três veículos, na A1, ao quilómetro 71, na Póvoa da Isenta, em Santarém, junto à saída do Cartaxo. A única vítima mortal foi Sara Carreira, de 21 anos, filha do cantor Tony Carreira.

Quase um mês depois do acidente de viação que vitimou a namorada, Ivo Lucas, que ficou internado no hospital de Santarém e depois do Santa Maria em Lisboa, teve alta.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG