BPP

João Rendeiro em fuga para fora da Europa para evitar cadeia

João Rendeiro em fuga para fora da Europa para evitar cadeia

O ex-presidente do Banco Privado Português (BPP) João Rendeiro, que foi esta terça-feira condenado a três anos e seis meses de cadeia efetiva, terá viajado para fora para da Europa para fugir da prisão.

João Rendeiro, que não assistiu à leitura de acórdão por se ter deslocado ao Reino Unido, terá apanhado um voo para um país sem acordo de extradição para Portugal. Não se sabe qual foi o país escolhido pelo antigo banqueiro para evitar cumprir as três condenações de que foi alvo.

A notícia foi avançada pela TVI e o portal de notícias Sapo24 garante ter obtido declarações de Rendeiro: "estou no estrangeiro e não vou voltar".

O ex-presidente do BPP foi esta terça-feira condenado por ter burlado um embaixador que, em 2008, investiu, ao engano, 250 mil euros em obrigações de caixa subordinadas daquela instituição.

Paulo Guichard e Salvador Fezas Vital, outros ex-administradores do BPP, foram punidos pelo mesmo motivo com, respetivamente, três anos e dois anos e meio de cadeia efetiva. Todas as penas poderiam ter sido, por serem inferiores a cinco anos, suspensas na sua execução, mas o Tribunal Central Criminal de Lisboa optou por não o fazer.

A decisão é ainda passível de recurso para o Tribunal da Relação de Lisboa.

PUB

João Rendeiro foi já punido com cinco anos e oito meses de cadeia por ter, entre 2002 e 2008, omitido a real situação financeira do BPP e a outros dez por ter, alegadamente e no mesmo período, desviado 13,6 milhões de euro do banco para a sua esfera pessoal.

A interposição de recursos sucessivos tem, ainda assim, adiado o início do cumprimento de qualquer uma das punições. Porém, a Procuradoria-Geral da República confirmou que a sua condenação a cinco anos e oito meses de prisão já transitou em julgado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG