O Jogo ao Vivo

Violência

Jovem atira a matar sobre dois rivais à porta da feira popular da Caparica

Jovem atira a matar sobre dois rivais à porta da feira popular da Caparica

Um jovem de 19 anos foi identificado e detido por tentativa de homicídio de dois homens, no concelho de Almada, distrito de Setúbal, encontrando-se já em prisão preventiva, anunciou hoje a Polícia Judiciária (PJ).

Um homem, de 19 anos, foi detido por ter tentado matar, a tiro, dois indivíduos com quem se desentendeu, na feira popular da Costa da Caparica, anunciou, esta terça-feira, a Polícia Judiciária de Setúbal. Quando foi detido, o jovem planearia já um novo ataque.

O suspeito, tido como violento, atirou a matar contra dois homens, de 21 e 23 anos, depois de estes o terem afastado da feira popular. Na ocasião, em 20 de julho, o suspeito e as vítimas envolveram-se numa discussão, tendo o primeiro exibido uma arma de fogo e saído do recinto, mas com ameaças de vingança.

PUB

As vítimas não perceberam o teor das ameaças, mas, quando chegaram ao carro, um Peugeot 206, viram que os pneus estavam furados. Já dentro do carro, o suspeito acercou-se, de arma em punho, e quando uma das vítimas saiu do carro para o acalmar foi atingida com um tiro na coxa. Logo a seguir, o agressor apontou à segunda vítima, dentro do veículo, e disparou na direção da cabeça, mas falhou o alvo e pôs-se em fuga.

Dias depois, na mesma feira popular da Costa da Caparica e na sequência de uma discussão nos carrinhos de choque, o suspeito voltou a exibir a arma a outros. Desta vez, a arma foi-lhe retirada e entregue à GNR, apurou o JN junto de fonte policial.

Inconformado, o suspeito partiu à procura de vingança contra quem lhe retirou a arma e encontrou a vítima na via pública, acompanhada de outros amigos. Após ameaças, o agressor envolveu-se em confrontos físicos com os rivais e, nesse momento, uma familiar sua parte em seu socorro empunhando uma arma branca. O suspeito acabou por ser esfaqueado pela sua familiar, alegadamente por acidente, e foi assistido no hospital.

A PJ investigou o caso e anunciou, esta terça-feira, a sua detenção. Segundo a Polícia, o suspeito tinha claras intenções de atacar novamente os rivais e, ao que foi possível apurar, demonstrou isso mesmo aos inspetores.

O suspeito está indiciado por homicídio qualificado tentado e detenção de arma proibida. Foi presente a juiz e ficou em prisão preventiva. O suspeito não está identificado como fazendo parte de qualquer gangue juvenil, apurou o JN.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG