Crime

Judiciária deteve idoso suspeito de atear incêndio em Braga

Judiciária deteve idoso suspeito de atear incêndio em Braga

A Polícia Judiciária (PJ), através do Departamento de Investigação Criminal de Braga, deteve, ontem, um idoso, que se suspeita ser o autor de um incêndio florestal, ocorrido durante a tarde de 15 de julho, em Gondizalves, Braga.

O suspeito, de 71 anos, terá atuado com recurso a chama direta e, recorda a PJ, em comunicado enviado esta quarta-feira, "no dia em que ocorreu o incêndio, Portugal encontrava-se em Estado de Contingência devido ao risco máximo de incêndios, com temperaturas a rondar os 40 graus".

"Face às condições atmosféricas registadas naquele momento, em que se conjugavam altas temperaturas com um grau de humidade baixo, aliado à disponibilidade de combustível, o incêndio evoluiu rapidamente, colocando em perigo instalações industriais de empresas, de habitações e as manchas florestais situadas nas proximidades", refere a Judiciária.

PUB

O incêndio só não atingiu outras proporções devido à pronta deteção do mesmo e a intervenção dos Bombeiros Voluntários e Sapadores de Braga, auxiliados por um meio aéreo, que assim evitaram a sua propagação.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG