Braga

Juíza proíbe homem de se aproximar da discoteca que tentou incendiar

Juíza proíbe homem de se aproximar da discoteca que tentou incendiar

Um homem foi proibido por uma juíza, esta quarta-feira, de se aproximar da discoteca Bô Zen, em Braga, por ter tentado incendiá-la, em 31 de outubro de 2021, depois de ali ter sido agredido por seguranças e de ter sido expulso.

Na madrugada de 31 de outubro de 2021, aquele homem, de 30 anos, foi expulso da discoteca e ficou ferido, por, alegadamente, ter sido agredido pelos seguranças da discoteca Bô Zen. Para receber tratamento médico, deslocou-se ao Serviço de Urgência Hospital Central de Braga.

No regresso do hospital, o homem muniu-se de um maçarico culinário e de um bidão com gasolina. E voltou até junto à discoteca, onde despejou a gasolina. Contudo, não conseguiu atear o fogo, porque terá voltado a ser agredido por seguranças e acabou por fugir.

PUB

Esta quarta-feira, tendo em conta as circunstâncias do caso, a juíza de instrução criminal titular do processo indiciou o arguido de um crime de incêndio, na forma tentada, e proibiu-o de se aproximar do estabelecimento de diversão noturna, mas não lhe aplicou mais nenhuma medida coativa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG