O Jogo ao Vivo

Vila Nova de Gaia

Lucrou 180 mil euros a burlar 40 donos de carros à venda na internet

Lucrou 180 mil euros a burlar 40 donos de carros à venda na internet

Durante quatro anos, um burlão comprou, sem pagar, 40 carros pela internet para, depois, os vender também por plataformas eletrónicas como o OLX. Com este esquema fraudulento lucrou mais de 180 mil euros, dinheiro que lhe permitiu passar uma grande temporada no estrangeiro. O homem, com 40 anos e suspeito de outros cem crimes, acabou por regressar a Portugal no mês passado e, nesta terça-feira, foi detido pela PSP do Porto. Vai aguardar julgamento em prisão preventiva.

O método era sempre o mesmo. Entre 2018 e 2021, o desempregado navegava por vários sites especializados na compra e venda de produtos à procura de anúncios de carros. Quando encontrava alguma viatura que lhe agradava, contactava o dono, acertava o preço e fechava o negócio com o envio de uma fotografia ou cópia de um comprovativo de transferência bancária.

O proprietário do automóvel, convencido de que a transferência bancária tinha sido concluída com sucesso, disponibilizava o carro ao burlão e assinava os documentos que permitiam que este procedesse à mudança de propriedade.

PUB

Só quando tentava ter acesso ao dinheiro é que a vítima percebia que os comprovativos da transferência tinham sido falsificados. Noutros casos, o burlão chegou a realizar a operação bancária para ter um comprovativo verdadeiro, mas anulou-a logo de seguida.

Fugiu para o estrangeiro

Já na posse do automóvel, e sem qualquer entrave legal, o burlão colocava-o novamente à venda, mais uma vez através de plataformas eletrónicas como o OLX, e arrecadava todo o montante resultante do negócio.

O esquema criminoso permitiu ao desempregado lucrar mais de 180 mil euros com a venda de 40 carros e fez com que passasse a ser investigado pela PSP do Porto. A Divisão de Investigação Criminal da Polícia recolheu vários indícios, mas não conseguiu deter o suspeito. Primeiro, porque o burlão mudava constantemente de residência e, depois, porque, em 2021, este fugiu para Inglaterra e Alemanha, onde permaneceu nos últimos dois anos.

Regressou a Vila Nova de Gaia no mês passado e rapidamente chamou a atenção da PSP que, na terça-feira, conseguiu detê-lo. Nessa ocasião, também foram apreendidos quatro carros que tinham sido adquiridos pelo burlão através do esquema fraudulento.

Nesta quarta-feira, o burlão foi interrogado pelo juiz de instrução criminal e, no final, foi posto em prisão preventiva.

Vida dedicada ao crime

O JN apurou, entretanto, que o burlão é suspeito, ainda antes de 2018, de estar envolvido em cerca de cem crimes. Quase todos por burla e falsificação de documentos, que lhe permitiam comprar e vender vários produtos pela internet.

Noutras situações, levou-o a pernoitar em hotéis sem pagar a conta devida.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG