Banca

Luís Filipe Vieira suspeito de beneficiar de fraude no BES

Luís Filipe Vieira suspeito de beneficiar de fraude no BES

O empresário Luís Filipe Vieira é suspeito de ter beneficiado de um esquema fraudulento do BES.

Uma das empresas do presidente do Benfica, a Inland, estava incluída na Eurofin, uma empresa que, segundo o Ministério Público, serviu para "retirar ativos stressados" do balanço do banco e fazer reestruturações de dívidas de "clientes privilegiados."

A suspeita consta dos autos do processo do Banco Espírito Santo. Segundo a imprensa desta quinta-feira, a imobiliária Inland, propriedade do presidente do Benfica, beneficiou dos serviços da Eurofin, "uma espécie de mão oculta que o Grupo Espírito Santo detinha na Suíça".

Também a Obriverca, empresa fundada em 1986 por Luís Filipe Vieira e mais dois sócios, e que desde 2001 pertence a Eduardo Rodrigues, após a saída de Vieira, é outra das alegadas beneficiadas por esta sociedade suíça.

Em resposta àquela revista, Luís Filipe Vieira disse desconhecer as atividades da Eurofin, quando questionado sobre eventuais relações da Inland com aquela empresa do grupo BES.

A mesma informação diz, no entanto, que o Novo Banco, que sucedeu ao BES, enviou para o processo, que investiga os problemas que levaram à extinção do banco, um DVD com um conjunto de informações relativa aos grupos Obriverca, Inland, Greenwood e também sobre o Sporting, Ongoing e Prebuild.

Questionado, o presidente do Benfica disse que nunca foi ouvido, como testemunha ou arguido, no processo-crime sobre o caso do BES, aberto há cinco anos e ainda em investigação.

Em finais de 2017, Luís Filipe Vieira e o Novo Banco concluíram um acordo para a reestruturação de parte da dívida das empresas que detém, que rondaria os 400 milhões de euros. Segundo notícias publicadas então, parte dessa dívida foi incluída num fundo de restruturação gerido pela Capital Criativo, empresa de Nuno Gaioso, vice-presidente do Benfica, que tem entre os acionistas Tiago Vieira, filho do presidente do Benfica.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG