O Jogo ao Vivo

Criança foi hospitalizada

Mãe alcoolizada deixou bebé uma hora ao frio e chuva em Lisboa

Mãe alcoolizada deixou bebé uma hora ao frio e chuva em Lisboa

Uma mulher de 41 anos foi detida pela PSP de Lisboa por exposição de bebé ao perigo. Estava alcoolizada e permaneceu mais de uma hora à chuva com o filho despido e apenas tapado por uma manta. A criança foi hospitalizada mas está livre de perigo.

Na madrugada de ontem, segunda-feira, populares alertaram a PSP que uma mulher estaria à chuva com um bebé, na freguesia de São Vicente, em Lisboa. Chegados ao local, os agentes depararam-se com uma mulher de 41 anos com o filho, dentro de um "ovo", despido e apenas tapado com uma manta.

Segundo a PSP, a mulher estava sob o efeito de álcool e já se encontraria naquele local, à chuva, há mais de uma hora. O bebé, com cerca de dois meses, "estava completamente molhado e com um choro compulsivo, denotando-se estar com muito frio e fome. Esta conduta colocou claramente a vida e a integridade física do menor em perigo".

Os agentes confrontaram a mãe com a sua conduta e apelaram a que regressasse à sua residência. A mulher negou estar a colocar o menor em perigo e recusou-se a voltar a casa.

Bebé estava gélido

Entretanto, verificando que o corpo do bebé estava gélido, os agentes acionaram os meios médicos. A suspeita reagiu de forma agressiva, quase deixando cair o bebé no solo.

Face à conduta apresentada, foi dada voz de detenção à mulher. O bebé foi conduzido a unidade hospitalar, na qual permanece em observação e fora de perigo, acrescenta a PSP.

"Face ao perigo atual e iminente para a vida ou de grave comprometimento da integridade física e psíquica do menor, sendo desta forma necessário salvaguardar o seu superior interesse, o mesmo foi retirado à sua progenitora ao abrigo do art.º 91.º, da Lei de Proteção de Crianças e Jovens em Perigo", informa o comunicado.

A suspeita da prática de um crime contra a vida recebeu também tratamento hospitalar, tendo posteriormente tido alta. A mesma fica a aguardar notificação da Autoridade Judiciária para ulteriores diligências processuais.