Investigação

Advogados e contabilistas visados na operação da PJ contra fraude em fundos europeus

Advogados e contabilistas visados na operação da PJ contra fraude em fundos europeus

A Polícia Judiciária tem, esta quinta-feira, cerca de 200 inspetores no terreno, a realizar cerca de 70 buscas eChaves, Vila Real, Barcelos, Braga, Vila Nova de Famalicão, Maia, Fafe, Porto e Figueira da Foz, numa operação que investiga uma possível fraude na obtenção de fundos europeus, no valor de três milhões de euros.

Em causa, estará um esquema de inflacionamento de faturas, para obter fundos do Quadro de Referência Estratégica Nacional indevidamente. Ao todo estão 21 projetos de incentivos do QREN, mas também do MODCOM (Modernização do Comércio) sob suspeitas.

"Foram realizadas 70 buscas, domiciliárias e não domiciliárias, em empresas, gabinetes de contabilidade e um escritório de advogado, com participação de 200 elementos da Polícia Judiciária, incluindo da perícia informática e financeira, bem como magistrados judiciais e do Ministério Público e inspetores tributário, tendo com esta esta operação sido possível proceder à apreensão de relevantes elementos de prova", adianta a PJ do Porto em comunicado.

Foram constituídos 31 arguidos singulares e 20 pessoas coletivas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG