Hospital

Ministério Público investiga agressão a casal de médicos em Setúbal

Ministério Público investiga agressão a casal de médicos em Setúbal

O Ministério Público tem em mãos o caso dos médicos que ficaram trancados dentro de um consultório com um utente e agredidos na noite de terça-feira, 31 de dezembro.

O utente começou por ameaçar a médica dentro do consultório no Serviço de Urgência, que gritou pedindo auxílio. O seu marido, médico na Sala Aberta, acorreu ao gabinete e os dois acabaram por ficar trancados dentro do gabinete e alvo de violência do doente.

Este pontapeou cadeiras e a mesa para cima dos médicos. O agente da PSP de serviço no hospital foi alertado pelo vigilante e teve de arrombar a porta para pôr termo às agressões.

Às autoridades, que identificaram os três envolvidos, chegaram duas versões contraditórias que serão agora analisadas pelo Ministério Público. O casal de médicos contou ter sido sequestrado e agredido pelo utente, enquanto o alegado agressor disse que o clínico o imobilizou, deitando-o ao chão.

Tendo em conta as diferentes versões, a PSP não tipificou imediatamente os crimes em causa nem procedeu a qualquer detenção, cabendo agora ao MP fazê-lo, após audição dos envolvidos e testemunhas identificados pela PSP

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG