O Jogo ao Vivo

PGR

Ministério Público investiga esquemas relacionados com youtubers

Ministério Público investiga esquemas relacionados com youtubers

O Ministério Público confirmou esta quinta-feira a abertura de um inquérito na sequência de uma queixa relativa a esquemas praticados pelos influenciadores digitais ligados às criptomoedas, às apostas desportivas e aos mercados financeiros.

Questionada pelo Jornal de Notícias (JN), a Procuradoria-Geral da República (PGR) confirmou a receção de uma participação relacionada com a "matéria" e que foi instaurado um inquérito, "o qual é dirigido pelo Departamento de Investigação e Ação Penal de Lisboa".

A PGR não especificou, no entanto, se a participação em causa é contra o youtuber Windoh ou Numeiro.

Fonte da Polícia Judiciária disse também esta quinta-feira ao JN que o assunto "mereceu-lhes a devida atenção" e que agirão em conformidade se assim se justificar.

Uma petição, que até à manhã desta quinta-feira contava com mais de 12 mil subscritores, solicitava à Polícia Judiciária (PJ) e ao Supremo Tribunal de Justiça que investigasse os "esquemas ou pseudo-negócios" praticados por alguns influenciadores digitais.

O abaixo-assinado ganhou um novo "boost" depois de nos últimos dias o streamer RedLive13, alcunha pela qual é conhecido no YouTube, ter partilhado ficheiros alegadamente fraudulentos e plagiados de um curso que o youtuber Windoh cobrava por 400 euros sob a promessa de enriquecimento. O youtuber, um dos mais conhecidos em Portugal, já negou entretanto as acusações de burla, classificando-as de "rumores" e "blasfémias".

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG