O Jogo ao Vivo

Atropelamento

Ministério Público investiga morte no Rali Vinho da Madeira

Ministério Público investiga morte no Rali Vinho da Madeira

O Ministério Público (MP) vai investigar as circunstâncias que envolveram o atropelamento mortal de uma menina, de oito anos, no sábado, durante o Rali Vinho da Madeira. A criança, que atravessava a estrada com os pais, foi colhida por um piloto madeirense.

O acidente ocorreu na zona da Encumeada, concelho da Ribeira Brava, perto do final da Prova Especial de Classificação (PEC) 17 Rosário 2, a última do rali. A criança foi colhida pelo carro conduzido pelo piloto madeirense Miguel Paiva e projetada alguns metros.

A assistência foi prestada por uma equipa da EMIR [Equipa Médica de Intervenção Rápida] que estava próxima do local, que estabilizou a a criança e acompanhou a ambulância até ao Hospital Dr. Nélio Mendonça, no Funchal, onde acabou por morrer.

PUB

O MP vai agora averiguar o atropelamento, sendo certo que a menina e os pais, levando ao colo um filho mais pequeno, decidiram atravessar e estrada logo após a passagem de um concorrente. Mas, foram surpreendidos pela chegada, segundos depois, do BMW de Miguel Paiva, que, apesar da forte travagem, não conseguiu evitar a criança.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG