Hidrogénio

Ministro e secretário de Estado investigados por suspeitas de corrupção

Ministro e secretário de Estado investigados por suspeitas de corrupção

Dois governantes do Executivo de António Costa estarão a ser investigados por suspeitas de corrupção e tráfico de influências ligadas ao plano nacional de hidrogénio.

O ministro da Economia e Transição Energética, Pedro Siza Vieira, e o secretário de Estado Adjunto da Energia, João Galamba, "estão sob apertada vigilância das autoridades judiciais e policiais porque fazem parte do grupo de alvos principais num inquérito-crime que averigua indícios de tráfico de influência e corrupção, entre outros crimes económico-financeiros", escreve a revista "Sábado", na edição que chegou às bancas esta quinta-feira.

Além de Pedro Siza Vieira e João Galamba estarão a ser investigados ainda outros membros do Governo de António Costa. Segundo aquela revista, o "Ministério Público tem outros alvos, como António Mexia e Manso Neto ex-CEOs da EDP/EDP Renováveis, Carlos Costa Pina, antigo secretário de Estado do Tesouro e administrador da Galp, e Carlos Martins, chairman da Martifer"

"A investigação criminal já vai numa fase avançada" e terá começado após uma denúncia enviada no ano passado ao Ministério Público, que "alertava essencialmente para suspeitas de favorecimento de grupos empresariais" no projeto relacionado com o plano nacional de hidrogénio, acrescenta a revista "Sábado".

Em declarações à "Rádio Observador", o Ministério da Economia disse desconhecer qualquer investigação, que, segundo aquela revista está a cargo do Departamento Central de Investigação Penal.

Outras Notícias