Crime

Morto com tiro no peito quando estava com a namorada na Amadora

Morto com tiro no peito quando estava com a namorada na Amadora

Um homem de 35 anos foi assassinado a tiro, na madrugada deste domingo, quando se encontrava com a namorada na Rua de Fernão de Magalhães, na Damaia, Amadora. Ainda foi transportado ao Hospital de Amadora Sintra, onde deu entrada com vida, mas morreu pouco tempo depois com pelo menos um tiro no tórax.

De acordo com o que relatou às autoridades a namorada, única testemunha do ocorrido, os dois passeavam na rua, cerca da 1.30 horas, quando foram abordados por três encapuzados que dispararam contra Carlos Cruz.

A PSP e os Bombeiros Voluntários da Amadora foram acionados para o local, assistindo a vítima e transportando-a ao hospital, onde deu entrada cerca das 1.45 horas. Não resistiu aos ferimentos.

Sem invólucros

Tratando-se de um crime com arma de fogo, a PSP acionou a Polícia Judiciária. E os investigadores desde logo se depararam com uma singularidade, que foi a inexistência de invólucros dos projéteis disparados no local da agressão. De igual modo, chamou a atenção dos investigadores o facto de a namorada ter dito que reconhecera um dos agressores e até ter fornecido a sua alcunha.

Com todas as hipóteses em aberto, o facto de a vítima não possuir ficha policial poderá afastar a tese de ajuste de conta por negócios ilícitos. Por outro lado, o facto de Carlos ser de origem sãotomense e a namorada cabo-verdiana, estando os dois numa zona onde relações entre as duas nacionalidades não são bem vistas, poderá indicar um crime passional.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG