Justiça

Novo Posto da GNR de Lordelo será lançado na segunda-feira

Novo Posto da GNR de Lordelo será lançado na segunda-feira

O novo Posto Territorial da GNR de Lordelo, em Guimarães, será em breve uma realidade e na próxima segunda-feira o ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, vai deslocar-se à Câmara Municipal de Guimarães, autarquia que elaborará o respetivo projeto, sendo a obra financiada pelo Governo, visando substituir as instalações muito degradadas.

A revelação partiu esta quinta-feira deste membro do Governo na cerimónia do Dia da GNR de Braga, segundo o qual também serão intervencionados o Posto da GNR das Taipas (Guimarães), Destacamento da GNR de Guimarães, Centro de Meios Aéreos de Fafe da Unidade de Emergência de Proteção e Socorro da GNR e ainda a Esquadra da PSP Famalicão.

Ainda segundo o titular da pasta da Administração Interna, José Luís Carneiro, que discursava durante o Dia do Comando Territorial da GNR de Braga, a Lei de Programação, entre 2017 e 2021, permitiu no distrito de Braga, no que refere à Guarda Nacional Republicana, avançar com diversos projetos, no valor total aproximado de quatro milhões e 800 mil euros".

PUB

O Governo investiu cerca de sete milhões e meio de euros na GNR, em todo o distrito de Braga, para além das despesas correntes de manutenção e funcionamento visando a melhoria e a eficiência da operacionalidade da GNR e da PSP, além das condições de trabalho, anunciou esta quinta-feira, em Braga, o ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro.

José Luís Carneiro referiu-se depois ao investimento em veículos e em equipamentos diversos no distrito de Braga, a GNR e a PSP, tendo "sido já entregues às forças de segurança, no acumulado dos anos de 2017 a 2021, um total de 101 viaturas, bem como 368 armas e acessórios, 1.024 equipamentos de proteção individual e 68 equipamentos para funções especializadas, o que representa até à data um investimento de 2.746.107 euros, um milhão e meio dos quais só à GNR".

"Não obstante todo o esforço de investimentos, todos os dias estamos em alerta, procurando dar resposta às dinâmicas permanentes da sociedade e aos enormes desafios que se coloca à segurança interna, no propósito permanente de Portugal continuar a ser um dos países mais seguros do Mundo", acrescentou ainda no seu discurso, em Braga, José Luís Carneiro.

Proximidade da GNR às populações do distrito

"Destaco aqui a relevante dimensão de proximidade com a população mais idosa deste distrito de Braga, onde a Guarda Nacional Republicana tem vindo a desenvolver um importante trabalho de mapeamento e de acompanhamento dos idosos em situação de isolamento ou vulnerabilidade, sendo neste contexto, o "Censos Sénior 22", conduzido pela GNR, fulcral para o diagnóstico e resposta às necessidades específicas dos cidadãos mais velhos", disse o ministro José Luís Carneiro.

"A forte ligação da GNR aos problemas vividos pelas gentes que serve assume aqui uma especial sensibilidade quando abordamos o flagelo da violência doméstica e na véspera do dia em que se assinala o Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres, gostaria de sublinhar o aturado trabalho da GNR de Braga no acompanhamento da criminalidade associada àquela tipologia de violência", salientou esta quinta-feira o ministro da Administração Interna.

"Este Comando Territorial da GNR de Braga abrange uma área de 2.600 quilómetros quadrados e serve uma população de mais de 600 mil habitantes, distribuídos por 14 concelhos, sendo uma unidade operacional cujas atribuições e missões espelham a diversidade deste território que se estende do litoral ao interior de importante malha urbana e grande dispersão rural", disse o ministro, que estava acompanhado pelo novo comandante-geral da GNR, tenente-general Santos Correia.

"Esta circunstância atribui características particulares às necessidades das populações e à tipificação da criminalidade, levando à necessária articulação operacional entre as forças de segurança, complementando as suas diversas atribuições", referiu o ministro da Administração Interna, que depois galardoou alguns profissionais do Comando da GNR de Braga.

"A presença operacional do Comando Territorial de Braga da GNR, que é visível na estrutura organizacional e no seu posicionamento na malha geográfica do distrito de Braga, compreende um conjunto diversificado de destacamentos que atuam prontamente no combate às diferentes formas de criminalidade e de delinquência", acrescentou também o ministro.

"Dados provisórios analisados respeitantes à criminalidade participada pelas forças e serviços de segurança, nos anos de 2019 e de 2022 (2020 e 2021 por serem atípicos não foram contabilizados), apontam para níveis de criminalidade geral que mantém valores quase idênticos, registando-se sim uma acentuada diminuição global (mas não discriminada por tipologias) dos valores da criminalidade violenta", revelou ainda o ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro.

"É verdade que falta uma análise mais fina da realidade observada, mas o que merece mais relevo é o trabalho realizado pelos efetivos da GNR que têm contribuído na generalidade para a manutenção de patamares elevados de segurança em todo o distrito de Braga", disse aquele membro do Governo nesta cerimónia nos Claustros do Seminário Menor de Braga.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG