Vilar Formoso

Operário suspeito de atear incêndios fica em prisão preventiva

Operário suspeito de atear incêndios fica em prisão preventiva

Um homem de 62 anos foi detido pela presumível autoria de vários incêndios florestais em Vilar Formoso. Ficou sujeito a prisão preventiva.

O detido, operário fabril de granitos na zona Industrial de Vilar Formoso, é suspeito de ter ateado vários focos de incêndio no concelho de Almeida, o último dos quais ao final da tarde de 18 de agosto.

Segundo um comunicado da PJ, "o incêndio terá sido ateado por meio de chama direta, tendo existido perigo de propagação das chamas, dada a continuidade horizontal e vertical do combustível existente no local e por se tratar de um dia classificado com o nível Laranja de alerta para o risco de incêndio. No entanto, a pronta e muito eficaz intervenção dos bombeiros evitou maiores danos".

O suspeito acabaria por ser identificado e detido pela PJ da Guarda com a colaboração do Núcleo de Proteção do Ambiente da GNR de Vilar Formoso e do Grupo de Trabalho do Norte para Redução de Ignições em Espaço Rural.

Após ser apresentado a primeiro interrogatório judicial, ficou sujeito à medida de coação de prisão preventiva.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG