PJ

Padrasto e septuagenário detidos por abuso sexual de crianças

Padrasto e septuagenário detidos por abuso sexual de crianças

Um homem de 38 anos foi detido pela PJ por suspeita de abusar sexualmente da enteada ao longo de três anos, em Lisboa. Em Torres Vedras, um homem de 71 anos terá abusado sexualmente de uma familiar agora com nove anos.

A Polícia Judiciária de Lisboa e Vale do Tejo deteve dois homens suspeitos de abuso sexual de crianças. Foram ambos apresentados a primeiro interrogatório judicial e ficaram os dois em prisão preventiva.

Em Lisboa, um homem de 38 anos terá praticado inúmeros crimes de abuso sexual de crianças e de abuso sexual de menores dependentes ou em situação particularmente vulnerável, todos na sua forma agravada. A vítima era a sua enteada.

PUB

Os abusos terão começado em 2019, quando a enteada tinha apenas 13 anos e prolongaram-se por mais três anos. O suspeito aproveitou a proximidade, a relação de confiança e a dependência que a menor tinha para com ele para a submeter, ao longo dos tempos, a atos sexuais cada vez mais intrusivos, sempre no interior da casa de família, descreve a PJ.

O detido, que já havia cumprido penas de prisão efetiva por outros crimes, foi apresentado a primeiro interrogatório judicial, no Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa, sendo-lhe aplicada a medida de coação de prisão preventiva.

Septuagenário abusou de menina de nove anos

Em Torres Vedras, a PJ identificou e deteve um homem, com 71 anos de idade, por fortes indícios da prática de vários crimes de abuso sexual de crianças, na sua forma agravada. Segundo um comunicado da PJ, os abusos ocorreram entre os finais de 2021 e junho de 2022 e vitimaram uma menina, sua familiar, hoje com nove anos de idade.

O abusador aproveitava alturas em que a menina se deslocava até sua casa para a molestar sexualmente. O homem aproveitava "a relação de confiança, de proximidade e de dependência familiar que a criança mantinha para consigo", para que a mesma nada revelasse aos pais.

Foi apresentado a primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Instrução Criminal de Torres Vedras e ficou em prisão preventiva.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG