O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Padrinho da máfia russa preso na Nazaré geria fundo de ladrões

Padrinho da máfia russa preso na Nazaré geria fundo de ladrões

Líder de associação criminosa violenta estava a residir em Portugal há dois anos. Supremo Tribunal de Justiça validou extradição e russo enfrenta pena até 15 anos de prisão.

Um dos principais mafiosos russos e chefe do crime organizado na região de Murmansque, Norte da Rússia, foi detido neste verão, na Nazaré. Stepan Furman, 58 anos, tinha dois passaportes falsos - um romeno e outro israelita - e há dois anos que vivia em Portugal com a companheira. Liderava um grupo responsável por homicídios, tráfico de droga, roubos, fraudes e extorsões.

Era procurado desde 2018 pelas autoridades russas. Neste ano, inspetores da Unidade Nacional de Contra Terrorismo (UNCT) da Polícia Judiciária conseguiram apanhar-lhe o rasto em Montemor-o-Velho, onde já comprara um apartamento. Depois de confirmarem a sua identidade, aguardaram o momento certo para o deter.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG