Exclusivo

Padrinho da máfia russa preso na Nazaré geria fundo de ladrões

Padrinho da máfia russa preso na Nazaré geria fundo de ladrões

Líder de associação criminosa violenta estava a residir em Portugal há dois anos. Supremo Tribunal de Justiça validou extradição e russo enfrenta pena até 15 anos de prisão.

Um dos principais mafiosos russos e chefe do crime organizado na região de Murmansque, Norte da Rússia, foi detido neste verão, na Nazaré. Stepan Furman, 58 anos, tinha dois passaportes falsos - um romeno e outro israelita - e há dois anos que vivia em Portugal com a companheira. Liderava um grupo responsável por homicídios, tráfico de droga, roubos, fraudes e extorsões.

Era procurado desde 2018 pelas autoridades russas. Neste ano, inspetores da Unidade Nacional de Contra Terrorismo (UNCT) da Polícia Judiciária conseguiram apanhar-lhe o rasto em Montemor-o-Velho, onde já comprara um apartamento. Depois de confirmarem a sua identidade, aguardaram o momento certo para o deter.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG