Odivelas

PJ investiga morte de homem após confusão em jardim

PJ investiga morte de homem após confusão em jardim

Vítima, com cerca de 60 anos, morreu dois dias depois no hospital.

A Polícia Judiciária (PJ) está a investigar as circunstâncias que ditaram a morte de um homem, na terça-feira, num hospital da Grande Lisboa, apurou o JN.

Eduardo Lourenço, com cerca de 60 anos e militante do Chega, tinha sido internado na sequência de uma desavença com um grupo de jovens, por motivos desconhecidos, num jardim perto de casa, em Odivelas.

PUB

Numa publicação no Facebook, Hugo Lourenço, que se identificou como filho da vítima, esclareceu que o pai terá sido atingido por um murro, tendo caído e batido com a cabeça no chão "com bastante violência".

"Pior consequência imaginável"

"O agressor terá sido desde logo repreendido pela sua ação, quer por membros do grupo a que pertencia, quer por outro grupo de jovens que se encontrava nas proximidades", precisou.

"Ao que tudo indica, o que aconteceu foi a pior consequência imaginável de um murro", disse, garantindo que o suspeito já está identificado pelas autoridades.

Segundo informações recolhidas pelo JN, o caso foi, inicialmente, registado pela PSP como uma agressão. A investigação transitou para a Polícia Judiciária após o óbito. As diligências prosseguem.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG