Setúbal

PJ investiga mortes por afogamento em barragem de Santiago do Cacém

PJ investiga mortes por afogamento em barragem de Santiago do Cacém

A Polícia Judiciária de Setúbal está a investigar o caso da morte de dois jovens, esta sexta-feira à tarde, numa barragem em Santiago do Cacém. Os adolescentes integravam uma colónia de férias da zona de Lisboa, acampada na barragem da Ortiga desde o início da semana.

O JN apurou que os organizadores desta colónia alertaram a proteção civil para este acampamento com duração superior a duas semanas. Desta forma, bombeiros e autoridades sabiam que havia uma concentração de jovens no local.

Quando os bombeiros chegaram ao local do afogamento, as duas vítimas encontravam-se na margem da barragem. Tinham sido retiradas de água. Os restantes jovens da colónia foram afastados pelos monitores para a zona do acampamento, a cerca de 50 metros do local do afogamento.

Apesar das manobras de reanimação pelos bombeiros de Santiago do Cacém, os dois jovens acabaram por falecer. O óbito foi declarado no local. Ao longo da semana, desde que os jovens chegaram, não houve qualquer incidente no local que motivasse a presença de bombeiros.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG