Funchal

Polícia disparou contra cão atiçado por suspeito em fuga

Polícia disparou contra cão atiçado por suspeito em fuga

Um agente da PSP disparou contra um cão de raça potencialmente perigosa que havia sido atiçado por um homem suspeito de diversos assaltos, no Funchal. A Polícia tentava cumprir um mandado de detenção e conseguiu, mesmo assim, deter o suspeito que se havia posto em fuga. O animal foi tratado e está livre de perigo e o homem foi libertado.

O suspeito, com 25 anos, foi detido ontem, cerca das 18.30 horas, na zona de Santo Amaro, onde reside, na sequência de diligências para o cumprimento de dois mandados de detenção e condução ao Ministério Público no âmbito de crimes relacionados com furtos e roubos.

Localizado pela Divisão Policial do Funchal junto à sua área de residência, o homem, ao aperceber-se das movimentações para a sua interceção e com o intuito de escapar à intervenção policial, "atiçou um cão de raça potencialmente perigosa em direção aos polícias, sem trela e sem açaimo funcional, tendo sido necessário fazer recurso efetivo da arma de fogo contra o animal para impedir a sua agressão, tendo o suspeito sido imediatamente perseguido e intercetado nas imediações do bairro", refere a PSP da Madeira.

PUB

"Foi prestada de imediato a devida assistência ao canídeo ferido, tendo o mesmo sido conduzido a instalações veterinárias onde se encontra estável e livre de perigo. O suspeito foi detido, tendo-lhe sido levantados os respetivos autos de contraordenação por infrações à legislação relativa aos animais de companhia de raça potencialmente perigosa, às quais é já reincidente", sublinha a Polícia.

O Ministério Público determinou que o detido deveria ser libertado para ser presente esta quinta-feira ao Tribunal Judicial da Comarca do Funchal, tendo o mesmo faltado à diligência.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG