Exclusivo

Polícias portugueses são dos que mais se matam na União Europeia

Polícias portugueses são dos que mais se matam na União Europeia

Estudo revelado em congresso na Eurocop aponta para 149 elementos que puseram termo à vida desde o ano 2000. Agressões aumentaram.

A taxa de suicídio entre os elementos das forças de segurança portuguesas é das mais altas da Europa. Desde 2000, 149 polícias puseram termo à vida, de acordo com um estudo apresentado esta quarta-feira em Gaia, no Congresso da Eurocop (confederação de sindicatos de polícias de 27 países europeus). O mesmo estudo aponta para um aumento exponencial de agressões a agentes da PSP e da GNR.

"Infelizmente, em Portugal, estamos na primeira linha da Europa em suicídios. Abaixo de nós, estão as polícias francesas e espanholas", explicou ao JN Miguel Rodrigues, dirigente do Sindicato Independente dos Agentes de Polícia (SIAP), que organizou o congresso, e autor do estudo, que não quantifica ao certo a posição de Portugal, embora a insira na categoria de países da União Europeia com mais suicídios.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG