Zebreiros

Prisão domiciliária para homem que pegava fogo a erva seca em Gondomar

Prisão domiciliária para homem que pegava fogo a erva seca em Gondomar

Um homem, de 40 anos, que utilizava um isqueiro para pegar fogo a erva seca, ficou em prisão domiciliária após ter sido detido, no sábado em Zebreiros, Gondomar, em flagrante por incêndio florestal, informou hoje a GNR.

Em comunicado, a GNR descreveu que "após o desembarque do meio aéreo e início da intervenção, às 15.45 horas, no decorrer do combate ao foco de incêndio, os militares avistaram nas proximidades um indivíduo agachado, com um isqueiro na mão direita, a atear um novo foco de incêndio".

Já à agência Lusa, o major Pedro Pinto, da Unidade Especial de Proteção e Socorro (PIPS), contou que o homem ateava os fogos "enquanto decorria o combate ao incêndio", fazendo-o "junto de erva seca fácil de acender".

PUB

"Na aproximação, os militares viram o senhor que estava a fazer novos pontos de ignição e identificaram-no em flagrante", disse Pedro Pinto.

A ocorrência foi registada em Zebreiros, freguesia de Foz de Sousa, no concelho de Gondomar, no distrito do Porto.

"No decorrer das diligências policiais, apurou-se que o incêndio consumiu cerca de 50 hectares", acrescenta o comunicado da GNR.

O suspeito foi presente na segunda-feira ao Tribunal de Instrução Criminal (TIC) do Porto, onde lhe foi aplicada a medida de coação de prisão domiciliária.

Esta operação foi levada a cabo pela Unidade Especial de Proteção e Socorro (UEPS), através do PIPS de Vale de Cambra.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG