Iam fugir do país

PSP prende gangue de mulheres assaltantes

PSP prende gangue de mulheres assaltantes

A PSP deteve, em Aveiro, três mulheres suspeitas de crimes de furto a habitações, na zona de Leiria. O gangue, que ia fugir do país, vigiava as casas das vítimas e aproveitava a ausência dos moradores para cometer os assaltos. Cometeram pelo menos 12 furtos.

Os investigadores da PSP prenderam as três mulheres com idades entre os 18 e os 25 anos. As detidas, que se preparavam para fugir do país, foram abordadas na via pública em Aveiro, apesar de os assaltos terem acontecido na zona de Leiria.

A polícia já andava a investigar este caso, há cerca de um ano, com vigilância e provas recolhidas nos locais do crime, foi possível fazer estas detenções.

O grupo vigiava as residências que não tivessem as portas trancadas, esperava que os moradores saíssem, principalmente em épocas festivas. Aproveitavam o facto de os moradores deixarem as portas dos prédios abertas para entrar, de forma a não se cruzarem com ninguém. Assim, evitando contactos diretos, foram evitando serem localizadas e identificadas pelas autoridades. Com chaves falsas, abriam as casas e furtavam objetos em ouro e dinheiro.

A PSP revelou ao JN que estas jovens, sem residência fixa em território nacional, são suspeitas de pelo menos 12 assaltos. Ter-se-ão deslocado a Portugal apenas com o intuito de cometer os crimes.

Na sequência desta operação, foram apreendidos 3000 euros, várias peças em ouro, algumas chaves de residências e de viaturas, várias moedas de coleção, além do carro que usavam para se deslocar.

As três detidas são esta quarta-feira levadas a primeiro interrogatório judicial para aplicação de medidas de coação, no Tribunal de Leiria.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG