Lisboa

PSP procura rapariga que vestia polo da Polícia no Metro

PSP procura rapariga que vestia polo da Polícia no Metro

Fotografia que começou a circular nas redes sociais chegou ao conhecimento da Polícia. Uso de farda oficial é crime.

A PSP deu início a uma investigação para apurar a forma como uma jovem teve acesso a uma peça do fardamento da Polícia. O inquérito foi instaurado depois de ter sido publicada nas redes sociais uma fotografia de uma rapariga a usar um polo da PSP e calções, quando viajava no Metro de Lisboa.

Através da sua conta do Instagram, a PSP refere que "foram, de imediato, iniciadas diligências de identificação da cidadã" quando a Polícia teve conhecimento da imagem. Diligências estas que pretendem "confirmar se o polo pertence ou não" ao efetivo policial e "averiguar onde [a rapariga] obteve o fardamento e/ou se eventualmente se possa tratar de [uma peça de] contrafação".

A PSP alerta, na mesma comunicação, que "o uso de peças de fardamento policial, mesmo que antigo (como este) não é permitido". Fonte da Direção Nacional da PSP acrescenta, ao JN, que, "dependendo do que for apurado", pode estar em causa um processo criminal ou contraordenacional".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG