Exclusivo

Rede adulterou quilómetros de carros importados para lucrar 2,2 milhões

Rede adulterou quilómetros de carros importados para lucrar 2,2 milhões

Investigação da GNR permitiu desmantelar grupo de stands que vendeu veículos em todo o país, fugindo ao Fisco. Ministério Público acusou principal arguido de 356 crimes.

Montaram uma gigantesca burla na importação de carros, que consistia na redução da quilometragem, por vezes em mais de 100 mil quilómetros, para os valorizar e vender a particulares de todo o país, em stands. A importação também era "martelada", havia fuga ao pagamento de IVA e de IRC e as vendas não eram declaradas. A rede, liderada por dois casais, das zonas de Mafra e Torres Vedras, com a cumplicidade de três elementos de um centro de inspeção automóvel, um GNR, um despachante aduaneiro e empresários foi desmantelada pela GNR.

O Ministério Público (MP) de Sintra acusou-os agora de centenas de crimes de burla, falsificação de documento, abuso de poder, corrupção e fraude fiscal. O Estado reclama-lhes perto de 2,2 milhões de euros que terão lucrado com os esquemas, entre 2016 e 2020.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG