Exclusivo

Rede de créditos ilegais ficava com casas dos clientes

Rede de créditos ilegais ficava com casas dos clientes

Seis pessoas são suspeitas de se terem aproveitado das dificuldades financeiras das vítimas parar lucrar milhares. Estão acusadas de usura.

Nove famílias ficaram sem a casa depois de a terem dado como garantia para obter um empréstimo de uma entidade que, durante anos, concedeu crédito em Portugal sem estar habilitada para o fazer. Outros oito ex-clientes da White Finance conseguiram manter a habitação, mas acabaram, feitas as contas, por pagar bastante mais do que receberam no total.

Agora, a proprietária da sociedade por trás daquela marca e mais cinco pessoas foram acusadas pelo Ministério Público (MP) de usura. Os crimes terão ocorrido até 2017 e fizeram vítimas em Oliveira de Azeméis, Santa Maria da Feira, Pombal, Lisboa, Amadora, Portalegre e Vila Real de Santo António.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG