Medida de coação

Rui Pinto sobre caução de Vieira: "Arguidos com tostões não têm essa benesse"

Rui Pinto sobre caução de Vieira: "Arguidos com tostões não têm essa benesse"

O hacker Rui Pinto já reagiu à medida de coação aplicada a Luís Filipe Vieira, que vai ficar em prisão domiciliária até pagar uma caução de três milhões de euros.

"Perigos de fuga, de continuação da actividade criminosa e de perturbação do inquérito mitigados com uma caução milionária. Arguidos com tostões na conta bancária, e sem contas offshore, não têm essa benesse", escreveu o criador da plataforma Football Leaks, no Twitter, pouco depois de a medida de coação ter sido conhecida.

Luís Filipe Vieira, agora suspenso da presidência do Benfica, vai ficar em prisão domiciliária até pagar uma caução de três milhões de euros, segundo decisão, este sábado, do juiz Carlos Alexandre no âmbito do processo "Cartão Vermelho".

Em causa estão "factos ocorridos, essencialmente, a partir de 2014 e até ao presente" e suscetíveis de configurar "crimes de abuso de confiança, burla qualificada, falsificação, fraude fiscal e branqueamento".

Para esta investigação foram cumpridos cerca de 45 mandados de busca a sociedades, residências, escritórios de advogados e uma instituição bancária em Lisboa, Torres Vedras e Braga. Um dos locais onde decorreram buscas foi a SAD do Benfica que, em comunicado, adiantou que não foi constituída arguida.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG